As Palavras Fugiram: Resenha: A Viagem do Tigre - Colleen Houck



Título Original: Tiger's Voyage
Saga: A Saga do Tigre #3
ISBN: 9788580411133
Páginas: 496
Editora: Arqueiro
Ano: 2012
Avaliação:

Perigo. Desolação. Escolhas. A eternidade é tempo demais para esperar pelo verdadeiro amor? Em sua terceira busca, a jovem Kelsey Hayes e seus tigres precisam vencer desafios incríveis propostos por cinco dragões míticos. O elemento comum é a água, e o cenário de mar aberto obriga Kelsey a enfrentar seus piores temores. Dessa vez, sua missão é encontrar o Colar de Pérolas Negras de Durga e tentar libertar seu amado Ren tanto da maldição do tigre quanto de sua repentina amnésia.
No entanto o irmão dele, Kishan, tem outros planos, e os dois competem por sua afeição, além de afastarem aqueles que planejam frustrar seus objetivos.

Em A viagem do Tigre, terceiro volume da série A Saga do Tigre, Kelsey, Ren e Kishan retomam a jornada em direção ao seu verdadeiro destino numa história com muito suspense, criaturas encantadas, corações partidos e ação de primeira.


A resenha abaixo vai ter spoilers dos dois primeiros livros da série, então se você quiser ler sem medo alguma resenha sobre a saga leia do primeiro livro clicando aqui ou do segundo clicando aqui.
Se mesmo assim você não tiver medo de spoilers esteja á vontade ;)

Sabe um quando um livro mata você? Quero dizer, existem tantos sentimentos contraditórios que você precisa comentar com alguém?
Esse livro é A Viagem do Tigre. De verdade quase morri ao ler esse livro.

Ok, sentimentos contraditórios? Sim, bem, no primeiro livro odiei Kelsey por sua escolha no final, no segundo gostei dela, neste terceiro foi uma relação amor-ódio total. Sim, minha alergia de personagens principais atacou com tudo, inclusive com Ren.

Depois do resgate de Ren todos estão tentando se acostumar com a rotina novamente, o que não é uma coisa exatamente fácil por causa da amnésia do tigre branco.
Foi muito legal perceber as alterações que vão acontecendo aos poucos. Por exemplo, eu senti que a Kelsey cresceu e evoluiu bastante no final do segundo livro, a mudança de Ren também é perceptível ao longo da história, mas Kishan foi o que mais mudou.
O que pode ou não ser uma coisa boa, depende da opinião de cada um.

Embora eu sempre me irrite com a burrice dos personagens (o que aconteceu bastante durante o livro) a escrita de Colleen é muito boa, ela consegue te prender pela maneira como escreve. Histórias em primeira pessoa com protagonistas mulheres estão me frustrando ultimamente, mas Colleen conseguiu me manter lendo (sem sofrer) mesmo com raiva de quem está contando a história, e para mim isso é uma conquista e tanto.

Além da escrita a outra coisa que me faz adorar a saga é a mistura de culturas a cada livro, todos o mitos e lendas misturados e interligados nas profecias e a maneira como eles nos são apresentados me fascina demais.
Sei que já disse isso nas outras resenhas, e tenho a certeza que continuarei dizendo até ao final da saga, mas a maneira como ela enlaça as lendas de cada cultura é extremamente criativa.

Ah, minha dica: não leia a orelha do livro sem tê-lo lido antes, nela tem um trecho do livro que pode não agradar a todos, eu pessoalmente fiquei muito brava por ter lido um spoiler tão grande (especialmente porque estava com fé na Kelsey).
Eu super recomendo livro, mesmo que você não goste de romances e triângulos amorosos o livro merece ser lido por ser tão criativo e até educativo, afinal nos ensina várias coisas sobre as lendas e folclore de outros países.

8 Comentários:

Menu

Siga o blog

Follow As Palavras Fugiram

Ultimas Resenhas



Skoob

Receba a newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Blogs Parceiros

my dear library


Mais parceiros >>

Editoras Parceiras

Eu participo...

Classificação

Não perca seu tempo

É mais ou menos

Bom

Muito bom!!

Leitura obrigatória ;D

Seguidores